sábado, 7 de agosto de 2010

Feliz Dia dos Pais

Nossa, eu tinha escrito tanta coisa, de repente meu computador apagou tudo, acho que o que eu tinha escrito antes não era para ser dito. Então aqui estou eu para escrever tudo novamente, acho que com outra linguagem, um pouco mais delicada. Sei lá.

Não tenho muitas recordações do Dia dos Pais. Para quem não sabe, não converso com o meu desde os 17 anos. Estou hoje com 36, em vias de 37. Realmente não faz pouco tempo não.

Nesse período, aprendi a ver em minha mãe a figura paterna que eu não tive. Uma guerreira, que talvez nem imagine a profunda admiração que eu tenho por ela.

Não tenho muito a dizer. O que posso dizer é que nada na vida acontece por acaso, e que as pessoas que foram colocadas em minha vida me ensinaram a ser a pessoa que hoje eu sou.

Ao meu pai, o que posso dizer é que não espere que eu o procure, porque uma das coisas que eu aprendi nessa minha vida é que ninguém pode pagar pelos erros dos outros. Não posso dizer a ele o que perdemos nesse tempo em que não estivemos juntos, muito menos o que deixamos de ganhar, mas posso dizer que suas netas têm hoje 8 anos, e a elas, que eu tenho ou orgulho descomunal, Marianna e Isabella, eu tenho passado tudo de bom que eu possa passar de mim. Essas sim, se ele soubesse o que está perdendo, talvez não perdesse tanto tempo.

Ainda me lembro as vezes que eu fui obrigado a visitar minha mãe escondido dele, para que ele não brigasse comigo, e o semblante da minha mãe quando eu me despedia dela.

Imagino que em nossas vidas temos a única e simples função de nascer, crescer, existir, viver, fazer nascer, ajudar a crescer, fazer existir, ensinar a viver... e morrer.

E nesse período nos tornarmos eternos nessas pessoas.

Eu acredito que estou fazendo a minha parte. Mas não posso cobrar a parte que são de outras pessoas.

Eu, hoje, não posso me considerar a melhor pessoa do mundo, e muito menos uma pessoa inteligente (me considero um "burrinho com sorte", rs) mas passo longe das piores. E uma das coisas que contribuíram com isso foi o simples fato de eu ter que encontrar minha figura em tudo o que me cercava.

Hoje eu sou formado em Tecnologia em Processamento de Dados, formação que meu pai teimava em falar para os amigos que ajudou a pagar, mas que eu quase desisti por falta de dinheiro. Se não fosse minha mãe... Hoje é minha profissão.

Fiz ainda uma Especialização, em Desenvolvimento de Sistemas Sob Tecnologia Cliente/Servidor e Internet, orientado por uma pessoa fantástica, que talvez não saiba o quanto eu admiro, mas que eu terei uma gratidão eterna, que é a minha eterna professora, Valéria Volpe, que é responsável por 50% dos caminhos educacionais que eu segui. Obrigado.

Publiquei um livro (Escola de Gênios, Livro Pronto Editora, 2008), baseado em um projeto de leitura que eu tinha, praticamente uma brincadeira, e que hoje me orgulho em dizer que muitas crianças iniciaram e tomaram gosto pela leitura justamente por causa dele.

Sou formado em Pedagogia, no mesmo período em que comecei uma Especialização em Tecnologias em Educação na PUC - Rio, e ainda espero iniciar um Mestrado, inspirado no meu cunhado Alexandre Andrade, pai dedicado, pessoa que eu aprendi a ter uma admiração profunda, que está iniciando o seu Doutorado. Alexandre, Parabéns. Seu pai deve ter um enorme orgulho de você. Eu também tenho.

E ainda vou concluir meu segundo e talvez último livro, que espero lançar em Dezembro.

Pelo que vêem, é uma conquista árdua, mas que ainda não terminou. Isso eu quero mostrar para minhas filhas: que somos nós que temos que conquistar o nosso espaço, e isso requer muita dedicação, compromisso, estudo e honestidade.

Devo muito ainda ao meu amigo, compadre NELSON JOSÉ PEREIRA, pessoa que admiro muito, que um dia tive a possibilidade de convidar para ser padrinho de uma de minhas filhas, Isabella, não só por ele ser a figura paterna que sempre esteve ao meu lado, mas também por homenagem a essa pessoa que me ensinou a ser correto no trabalho, honesto, e que sempre me incentivou e incentiva a todas as pessoas que o cerca a quererem sempre mais e a acreditar em si.

Nessa linha, tenho meu compadre Marlon Pereira, meu irmão, pessoa que tenho uma profunda admiração, que um dia me surpreendeu com o convite para ser padrinho da sua filha Ângela, e que hoje tenho o maior orgulho em poder contribuir com o muito de bom que ela tem e ainda terá. Você é um herói meu amigo.

O Marcilio, irmão do Marcelo e do Marlon, filho do senhor Nelson, que agora está estreando na figura de pai, e que tenho certeza que será um grande pai, pela pessoa maravilhosa que é.

Meu amigo Nilton Caldas, companheiro de trabalho, pai de filhas maravilhosas, que agora foi presenteado com mais uma criança. Ele é um exemplo de pessoa honesta, dedicada, comprometida, que tenho certeza que passará aos filhos exemplos dignos das pessoas maravilhosas que elas são e ainda se tornarão. Parabéns.

Flávio Cola, Dr. Fabiano Cola (que recentemente estreou no time dos pais, rs) e o seu pai, pessoas admiráveis que também foram abençoadas com a paternidade, e que são exemplos daquilo que precisamos de bom nas pessoas.

Júlio César, esposo da minha companheira de trabalho Luciane Borges, pessoas que agradeço todos os dias por Deus tê-las colocado em minha vida, que tem filhas lindas que hoje eu tenho a sorte de poder ser seu professor.

Um FELIZ DIA DOS PAIS especial, a uma amiga que admiro muito, Silvana Rezende, que acompanhei a luta para que pudesse hoje ter em seus braços aquela figurinha maravilhosa que ela tem. Digo feliz dia dos pais, porque sei o que ela passou, e tenho um orgulho enorme dela e do guerreiro do marido dela, pai dedicado, que souberam e se dedicaram ao seu grande sonho. Parabéns!!!

Nossa, se eu for falar aqui de todos os meus amigos, ficaria o resto da semana.

Então, pai, como pode ver, você não contribuiu muito para que eu pudesse me tornar a pessoa que eu me tornei, e posso ainda dizer que, pela lógica, talvez eu não fosse hoje a pessoa que eu sou. Tenho certeza que eu não era a melhor aposta de vocês, mas...

Agradeço à Deus pelas que colocou em minha vida e que são exemplos de bondade, e das quais eu consegui absorvi a figura paterna que eu não tive e que hoje transmito para minhas filhas.

Então, desejo a todos os pais um feliz dia dos pais, e que estes tenham consciência da responsabilidade que têm.

"Existem erros que nunca serão reparados.

E o maior erro é acreditar nisso!"

André Dorta

video

Pai!
Pode ser que daqui a algum tempo
Haja tempo prá gente ser mais
Muito mais que dois grandes amigos
Pai e filho talvez...

Pai!
Pode ser que daí você sinta
Qualquer coisa entre
Esses vinte ou trinta
Longos anos em busca de paz...

Pai!
Pode crer, eu tô bem
Eu vou indo
Tô tentando, vivendo e pedindo
Com loucura prá você renascer...

Pai!
Eu não faço questão de ser tudo
Só não quero e não vou ficar mudo
Prá falar de amor
Prá você...

Pai!
Senta aqui que o jantar tá na mesa
Fala um pouco tua voz tá tão presa
Nos ensine esse jogo da vida
Onde a vida só paga prá ver...

Pai!
Me perdoa essa insegurança
Que eu não sou mais
Aquela criança
Que um dia morrendo de medo
Nos teus braços você fez segredo
Nos teus passos você foi mais eu...

Pai!
Eu cresci e não houve outro jeito
Quero só recostar no teu peito
Prá pedir prá você ir lá
em casa
E
brincar de vovô com meu filho
No tapete da sala de estar
Ah! Ah! Ah!...

Pai!
Você foi meu herói meu bandido
Hoje é mais
Muito mais que um amigo
Nem você nem ninguém tá sozinho
Você faz parte desse caminho
Que hoje eu sigo em paz

Pai! Paz!...

Pai

Fábio Jr.

Composição: Fábio Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário