quinta-feira, 17 de março de 2011

Tipos de Educação e a responsabilidade de cada um!

Educar, no sentido literal da palavra, segundo o Dicionário Longman, significa instruir, mas o termo educar, graças à decadência familiar em que nos encontramos, têm tomado rumos alarmantes.
Diariamente temos visto na TV cenas de agressão de alunos a professores, isso porque não aparecem as cenas de professores sendo agredidos por pais. Isso porque alguns pais acreditam que seus filhos são as criaturas mais perfeitas do mundo e, quando percebem que a coisa não é bem assim, talvez já estejam fazendo visitas em uma Penitênciária ou cela esparramada por esse país. Talvez em um Manicômio também.
Com essa familia de familia desestruturada que temos hoje, os pais têm jogado nas costas da escola uma responsabilidade que é sua, e os professores estão pagando um preço muito alto por isso. A Educação também.
A Educação escolar é formadora, responsável pelo nível de conhecimento, pelo raciocínio lógico, pela cooredenação, formação crítica do cidadão... a Educação familiar é responsável pela formação da personalidade do ser humano. É essa capaz de dar mais ou menos facilidades ou dificuldades para que a pessoa se relacione e, consequentemente, aprenda com mais ou menos dificuldades.
A Escola, há muito tempo, perdeu a função que era atribuída à Escola, só que ainda não compreendeu isso.
Hoje ela têm mais funções de creche e depósito de gente, tendo em vista que alguns pais fazem questão de mandar seus filhos para a escola "para se ver livres deles", infelizmente.


Eu faço questão de estar com minhas filhas. Se elas têm que aprender alguma coisa em relação à formação da sua personalidade, que seja comigo. Pretendo dar a elas condições para que elas consigam viver seus caminhos sozinhas, com a melhor condição de vida possível.
Alguns professores têm um papel fundamental na formação da nossa personalidade. São inesquecíveis. Figuras imortais dentro de nossa alma, preponderantes, também, em nossa formação. Essenciais.
Mas isso deve servir como fator adicional, não primordial.
Os pais têm uma responsabilidade ímpar na existência de cada ser. Mas hoje os professores não tem mais um ou dois filhos: têm 600, 700... 1100.

Estão acabando com uma das figuras mais importantes de toda humanidade: O PROFESSOR.

Certa vez, tentaram equipará-lo a certas profissõezinhas, mas não adianta. O professor, seja ele bom ou ruim, sempre será marcante em sua vida. Mas eu prefiro os bons que eu tive, rs. E olha que foram muitos.

Colocar um filho no mundo não é bater a mão em suas costas e dizer: SE VIRE.


A partir do momento do nascimento do seu filho, você já não vive mais a sua vida...

Pais têm agredido professores por acreditar que estes deixaram de fazer suas obrigações.

Impressionante.

O que os professores têm que fazer então? Agredir os pais?
Só sei que chegamos a um momento onde, ou colocamos os pingos nos ís, ou muito em breve estaremos lecionando dentro de um presídio de segurança máxima.
As crianças estão cada dia mais carentes de afeto. O afeto que não encontram em casa, mas que têm de sobra dos professores que, a sua maneira, estão sobrecarregando na função de pai, mãe, pai de aluno, mãe de aluno e professor.


Alguns vídeos interessantes de serem vistos:

video

video

video

Só para constar: têm professor também que venhamos e convenhamos.

Se escolhesse outra profissão, faria um grande bem para a humanidade.

Fonte de vídeos: youtube (agressão contra professores)


Nenhum comentário:

Postar um comentário